Plano Alimentar Individualizado – Dicas

Quem nunca pediu para uma amiga aquela dieta que a nutricionista prescreveu e que ela conseguiu perder os quilos desejados. Ou vasculhou todas as dietas escritas na internet para escolher qual seria a mais fácil de seguir?

Esse nosso desejo permanente de sermos magras é gerado devido a necessidade de aceitação. Quem não esta dentro dos padrões estéticos sente-se excluído.  Se você já ficou o dia inteiro sem comer ou prometeu não comer aquilo que mais gosta até perder todos os quilos necessários, saiba que essas besteiras que cometemos em busca do corpo perfeito podem acarretar vários danos ao organismo. Para cada pessoa há um tipo de alimentação ideal, que será elaborado através da análise de vários fatores como, idade, sexo, estilo de vida, pratica esportiva, composição corporal, hábitos alimentares e objetivo.

Na adolescência o homem produz maior quantidade de hormônio testosterona. Esse aumento gera outro aumento o da massa muscular. A massa muscular por sua vez é responsável por outro aumento, o do metabolismo basal. O organismo passa a necessitar de mais energia para a manutenção das funções vitais. As mulheres na adolescência também tem um aumento de hormônio o estrógeno, que está diretamente relacionado ao aumento da massa gorda, na região dos quadris ela é mais visível.

Plano-Alimentar-Individualizado-Dicas-01

Quando nos aproximamos dos 30 anos, começamos a perder massa magra. Ocasionando assim um gasto de menor de calorias/dia, favorecendo o ganho de peso. A quantia de alguns alimentos varia com a idade. O cálcio, por exemplo:

Idade         Cálcio (mg/dia)

0 a 6 meses        210

7 a 12 meses      270

1 a 3 anos            500

4 a 8 anos            800

9 a 13 anos         1300

14 a 18 anos       1300

19 a 50 anos       1000

51+ anos      1200

Mesmo que não façamos nenhuma atividade física, o organismo gasta energia para realizar as tarefas vitais. Mas se passamos o dia sentado, por exemplo, gastamos menos energia que uma pessoa que passa o dia em pé ou uma dona de casa que passa o dia em movimento.

Cada exercício requer um gasto calórico. Uma caminhada com intensidade leve ou moderada queima menos energia que uma corrida. Mas mesmo que 2 pessoas pratiquem a mesma atividade, 1 poderá queimar mais energia por conseguir  realizar a atividade com mais intensidade.

Quanto mais músculos possuirmos em nossa constituição maior o gasto energético. Os músculos queimam energia mesmo estando em repouso.

Muitas vezes conseguimos manter certos hábitos mesmo seguindo uma dieta focada em mudanças de hábitos. Claro que a quantidade e a frequência que o alimento será consumido é que será modificada.

Existem vários motivos que nos levam a buscar auxilio em um profissional especializado, perda de peso, o ganho de massa muscular, o controle do colesterol, o controle da diabetes, a hipertensão, a anemia, a gestação, os motivos estéticos (ex: celulite, pele, etc.), ou somente para ter uma alimentação correta que nos auxilie a reduzirmos os riscos de doenças.

Nosso composição corporal vária de pessoa para pessoa, portanto torna-se  essencial que seja feito um diagnóstico, onde será avaliado os resultados das avaliações  antropométrica, clínica, bioquímica.  A partir daí será feito um cálculo onde se conhecerá a necessidade nutricional de cada pessoa.

Plano-Alimentar-Individualizado-Dicas-03

Para uma dieta ter sucesso é necessário que o nutricionista tenha conhecimento da realidade do paciente, ou seja, sua atividade ocupacional, suas rotinas, horários, disponibilidade financeira, hábitos regionais, entre outros, por isso a importância plano alimentar individualizado. Muitas vezes o sobre peso pode estar associado a vários fatores que não somente o consumo excessivo de comida. Por exemplo, fatores psicológicos, distúrbios hormonais, hábitos errados(jejuns prolongados, sedentarismo).

Mesmo que cada indivíduo necessite de um plano personalizado, algumas regras serão gerais. Beber 2 litros de água diariamente, praticar exercícios físico regularmente (para também evitar o ganho de peso ou manter os quilos eliminados), alimentação fracionada(de 3 em 3 horas).

O auxílio do nutricionista é indispensável porque em determinados períodos seguir a dieta se tornará difícil(como quando há estagnação do peso ou falta de força de vontade, disciplina), mas todas as dificuldades serão relatadas ao profissional e com novos estímulos e alternativas  será mais fácil continuar.

Em certos casos é possível que o médico indique a ingestão de suplemento(para quem pratica atividade física). Os suplementos alimentares têm a função de  complementar a alimentação daqueles que não conseguem ingerir a quantidade de nutrientes necessários através da alimentação. Há suplementos também em cápsulas(para quem não pratica exercícios físicos) e não consegue por exemplo obter somente pelo consumo de alimentos a quantia diária necessária. Fica a dica!

Faça um Comentário