Filha compete com mãe jovem e bonita

É notório que nem toda mulher tem filhos, mas que toda mulher tem uma mãe. Essa relação entre mãe e filha passa por uma grande trajetória desde o nascimento até a morte. São muitos os problemas que podem surgir, mas também muitas alegrias são compartilhadas.

São inúmeros sentimentos que permeiam essa relação que com o passar dos anos acaba tomando rumos diferentes, principalmente quando a menina entra na adolescência e a mãe é uma mulher jovem e bonita. Em alguns casos torna-se comum a mistura de identidades quando uma compensa a falta da outra, principalmente quando a filha é mais madura do que a mãe.

Filha compete com mãe jovem e bonita

Quando começa a competitividade

Quando a filha ainda é pequena ela vê a mãe como uma musa inspiradora e quer imitá-la em tudo. Para a mãe é uma grande satisfação e alegria ser tão admirada pela filha, mas com o passar dos anos a filha cresce e  certo desconforto se torna nessa situação, pois para ela a mãe se torna uma mistura de poder e beleza e ela não quer ser dependente da mãe. Muitos conflitos acabam sendo gerados e começa a competição, pois mesmo que a mãe seja madura o suficiente ela não quer que a filha se sinta superior a ela, mas que ambas tenham o mesmo sentimento de respeito, amor e carinho.

Como lidar com essa situação?

É importante lembrar que os tempos mudaram e para as mães está cada vez mais difícil interagir com o mundo dos jovens sem que se pareça interferindo na realidade deles, nos sonhos e desejos. É importante que cada uma tenha consciência da sua realidade, pois o que cabe na mãe não fica bem na filha e vice versa. Cada uma deve respeitar o espaço da outra e que cada uma viva as suas fases durante a vida, só assim poderá haver harmonia e cumplicidade entre mãe e filha sem que haja competitividade.

Faça um Comentário