Diferentes tipos de arroz e suas propriedades

Opções de grãos são o que não faltam para enriquecer mais ainda nossa alimentação. Se você é daqueles que se preocupa com a saúde, seguindo uma alimentação equilibrada e não abre mão da atividade física, então preste atenção, vamos conhecer um grão que não pode falta no prato de todo brasileiro, o arroz, sim.

Existem vários tipos e cada um traz seu benefício à saúde.

O arroz é muito utilizado devido ao custo, sua rapidez e praticidade de preparo. Conheça os diferentes tipos de arroz:

O arroz branco é o mais comum e o mais consumido em todo o mundo. Não é dos mais nutritivos, mas oferece carboidratos e proteínas. No entanto, é pobre em vitaminas e minerais que são perdidos no processo de retirada da casca. Na hora de servir, a dupla arroz branco e feijão é a combinação mais conhecida e pode vir acompanhada de verduras.

Conheça-os-diferentes-tipos-de-arroz-e-suas-propriedades-01

Famoso por seu aroma adocicado de nozes, o diferencial do arroz basmati em relação ao comum é o seu gosto mais forte e a sua capacidade de reter água durante o preparo sem que os grãos fiquem grudados uns nos outros. Os grãos deste tipo de arroz são bem mais longos e ficam ainda mais compridos quando cozidos. Os níveis nutricionais sejam praticamente iguais aos do arroz branco.

O carnaroli é uma espécie, rica em amido, que libera durante seu cozimento uma substância, deixando os pratos com consistência bastante cremosa. Este arroz é indicado principalmente para compor risotos. As características do grão permitem absorver o sabor dos vários ingredientes adicionados ao prato.

Assim como o carnaroli, o arroz arbório possui uma boa quantidade de amido e deixa os pratos mais cremosos, sendo bastante usado em risotos, principalmente na culinária italiana. O valor nutricional do arroz arbóreo é similar ao do arroz branco, ou seja, tem poucas fibras e vitaminas, oferece mais carboidratos do que proteínas. Para servir, uma sugestão é usá-lo como acompanhamento de assados.

O arroz vialone nano é um tipo de arroz que também faz parte dos arrozes de origem italiana. O grão polido fica cremoso após o cozimento, mas, ainda assim, mantém a forma arredondada. Assim como o carnarolli e o arbório, este arroz é indicado para o preparo de risotos.

Conheça-os-diferentes-tipos-de-arroz-e-suas-propriedades-02

O paladar do brasileiro, adepto ao consumo de arroz branco ainda não está muito acostumado com arrozes de outras cores. O arroz preto tem grão escuro, curto e arredondado, textura firme, sabor exótico e aroma diferenciado.  Contêm uma grande quantidade de antioxidantes poderosos para combater o envelhecimento.   Possui vitaminas do complexo B, fibras e proteínas, mas tem menos gordura e menor valor calórico. O arroz preto oferece ainda ferro, por isso, é bom para prevenir a anemia.

O arroz selvagem, apesar do nome, não é bem um arroz, mas sim uma gramínea aquática típica dos Estados Unidos e Canadá. Os grãos são escuros e se destacam pelo comprimento. Tem um sabor marcante. Possui boa quantidade de fibras e minerais, com a diferença de ter menos carboidrato.

Cateto é um tipo de arroz também é conhecido como ‘japonês’. Com grãos curtos, curvados e um pouco transparentes, tem grande quantidade de amido e, após o preparo, tende a ficar mais macio e cremoso, se comparado com o arroz polido. Esse tipo de arroz conserva maiores quantidades de vitaminas do complexo B e minerais.

O arroz vermelho foi cultivado inicialmente na China e trazido ao Brasil pelos portugueses. Por ser parcialmente polido, ele retém maior número de nutrientes, a sua composição se destaca pelo alto teor de ferro e zinco.

O arroz vermelho é rico em monocolina, substância que pode auxiliar na redução do nível de LDL (colesterol ruim) no sangue. Além disso, o extrato desse tipo de arroz pode auxiliar na circulação sanguínea, na digestão e nas funções intestinais.

O arroz parboilizado possui elevado valor nutricional já que sofre um processo de cozimento dentro da casca, preservando os nutrientes e as fibras. Tem como vantagens um maior valor nutritivo, principalmente uma maior concentração de vitaminas do complexo B, e um maior rendimento.

Com a retirada apenas da casca, o arroz integral preserva a película e o gérmen, onde se concentram as fibras, vitaminas e minerais. As fibras ajudam no bom funcionamento do intestino e no controle do colesterol, além de aumentarem a sensação de saciedade. Ótima opção para quem esta de dieta e indicado também para pessoas que apresentam diabete.

Faça um Comentário