Dieta ortomolecular para emagrecer com saúde

Existem dietas de todos os tipos, dietas radicais, dietas da moda, dietas low carb, dieta da proteína, dietas que prometem milagres. Temos que ter cuidado com algumas dessas dietas, o número de pessoas que desejam emagrecer é cada vez maior, mas o número de pessoas que emagrecem não.

Algumas dessas dietas, só fazem com que percamos o peso rapidamente, mas logo em seguida recuperamos, pois elas não conseguem fazer com que mudemos nossos maus hábitos alimentares devido ao tempo que seguimos a dieta.

Para um emagrecimento saudável e duradouro, é imprescindível que os maus hábitos sejam substituídos por hábitos saudáveis, que não beneficiará somente a parte estética como trará benefício para o bom funcionamento de todo organismo. Temos que ter consciência de que dietas que fazem com que percamos peso rapidamente trazem danos à saúde. Nossa saúde sempre deve estar em primeiro lugar. Por excluir vários grupos de alimentos que são extremamente importantes a nossa saúde, nosso sistema imunológico fica comprometido, e quando isso acontece um simples resfriado pode transformar-se em pneumonia.

Dieta-ortomolecular-para-emagrecer-com-saúde-01

Hoje conheceremos a dieta ortomolecular, e sua importância.

A dieta ortomolecular foi desenvolvida pelo químico americano Linus Pauling. O objetivo dessa dieta é corrigir os desequilíbrios do organismo causado pelos radicais livres através da ingestão de alimentos, pois eles desempenham papel importante nas doenças e no envelhecimento. Em um organismo equilibrado e saudável, elas  são logo destruídas. A Estratégia Ortomolecular é um enfoque médico, direcionado para a prevenção de doenças, mantendo-se a saúde, entendendo-se como bem-estar físico-mental, social e emocional e não meramente a ausência de doença ou enfermidade.

Essa dieta só pode ser prescrita por um médico. Ele solicitará um mineralograma capilar, que é um exame feito nos fios de cabelo e um exame de sangue, de urina, para constatar quais vitaminas e aminoácidos estão em falta. Após analisar os resultados desses exames, o médico prescreverá fórmulas manipuladas para que haja equilíbrio no seu organismo.

A dieta ortomolecular, nos obriga a mudar nossos hábitos alimentares. É essencial a substituição de alimentos industrializados por alimentos in natura, carboidratos refinados pelos integrais, leites e derivados integrais por desnatados, e carnes vermelhas por aves sem pele, peixes e clara de ovo.

Durante a dieta fica proibido a ingestão de carne vermelha e gema de ovo. É uma dieta individualizada, cada pessoa tem necessidades nutricionais diferentes, por isso, só pode ser seguida com a orientação de um médico.

Dieta-ortomolecular-para-emagrecer-com-saúde-05

A dieta ortomolecular busca tratar a raiz do problema: os elementos essenciais para o funcionamento do corpo.

Alguns especialistas acreditam que por essa dieta incluir suplementos de vitaminas e minerais, não seja tão balanceada e feita sob medida, senão não seria necessário o uso de suplementos. Os defensores rebatem dizendo que as necessidades variam de pessoa para pessoa e algumas pessoas podem ter mais dificuldade em absorver certos nutrientes ou simplesmente precisarem de uma dose maior do que a que seria possível encontrar em uma rotina de calorias adequadas.

O objetivo da suplementação é manter as taxas de nutrientes em dia e frear a ação dos radicais livres, substâncias formadas pelo próprio organismo e que, em excesso, acabam sendo prejudiciais. Isso porque elas favorecem o depósito de colesterol nas paredes dos vasos sanguíneos, o enrijecimento das células e a anulação de algumas enzimas.

Os adeptos da dieta ortomolecular não recebem uma determinação específica do que devem comer, mas sim, orientações sobre um cardápio saudável e natural. Sendo assim, folhas, vegetais, cereais integrais, grãos, frutas e carnes magras são priorizados.

O tempo que a suplementação precisa ser tomada é bem variável. Como o tratamento varia com o perfil e o objetivo do paciente, o tempo também é relativo. Mas os medicamentos só precisam ser tomados até as taxas dos nutrientes se equilibrarem. Já o cardápio saudável deve continuar sendo seguido para que os benefícios sejam notados não só em curto prazo.

A dieta ortomolecular pode ser seguida por qualquer pessoa, incluindo as que sofrem com problemas de saúde, como diabetes e cálculos renais, por exemplo. Não tem nenhum tipo de restrição quanto ao perfil da pessoa, justamente pelo fato de a dieta ser montada a partir de suas características. A suplementação não tem influência alguma sobre problemas de saúde específicos, como os exemplos citados. Isso porque os medicamentos servem apenas para repor os nutrientes faltantes no organismo.

Faça um Comentário