Dieta japonesa faz perder 8 quilos em uma semana

O culto ao corpo é cada vez mais frequente e com isso revistas e sites especializados em dieta ganham leitores na mesma proporção. A cada dia uma nova dieta surge, mas a maioria delas consiste em promessas falsas.

Hoje falaremos sobre a dieta japonesa, se ela é indicada ou não.

Se você pensa que a dieta japonesa consiste em comidas típicas da culinária japonesa, como peixe e arroz, engana-se. A dieta japonesa trata-se de uma dieta maluca que ficou bastante conhecida no Japão. Se você deseja perder alguns quilinhos rapidamente, para usar aquele vestido justíssimo ou encarar o biquíni está dieta é a ideal. Você pode perder até 8 quilos em uma semana, mas para isso tem que segui-la a risca. Vale ressaltar que essa dieta só segue uma lógica matemática, ( diminuição da ingestão de calorias e aumentando o gasto energético) e isso não pode ser a base da dieta, o foco deve ser fator nutricional e saúde.

Lembrando que dietas radicais podem provocar grande perda de massa muscular e mal estar. Portanto, essa dieta, assim como outras, restritivas deve ser seguida somente por 7 dias. Após esse período recomenda-se que você siga uma alimentação balanceada aliada a atividade física para evitar o ganho de peso. Enquanto você estiver seguindo a dieta, deve evitar o exercício físico, pois durante esse período é proibido o consumo de carboidrato, principal fonte de energia. Sem a ingestão de carboidratos podemos apresentar sintomas como desanimo, tontura e fraqueza. Caso você sinta alguns desses sintomas, suspenda a dieta.

Dieta-japonesa-faz-perder-8-quilos-em-uma-semana-01

Yoga na dieta japonesa

Talvez a única relação do Japão com essa dieta maluca seja a recomendação de praticar yoga, já que outros exercícios devem ser evitados e o consumo de chás é liberado. A yoga, muito praticada no Japão, relaxa, alivia o estresse, ansiedade e ajuda a modelar o corpo. Durante esta dieta ficaremos irritados devido à falta de carboidratos e doces. O ponto positivo desta dieta é que ela estimula o consumo de frutas, verduras e legumes, esses alimentos nutrem o corpo. Em qualquer dieta a chave para o sucesso é determinação e disciplina.

Vamos conferir o cardápio da dieta japonesa:

Segunda-feira:

Café da manhã: Café ou chá com adoçante;

Almoço: Dois ovos cozidos com sal e verduras;

Jantar: Um bife grande e salada de pepino e alface.

Terça-feira:

Café da manhã: Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço: Verduras e frutas e um bife grande;

Jantar: Apenas presunto à vontade.

Quarta-feira:

Café da manhã: Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço: Dois ovos cozidos, salada e tomate à vontade;

Jantar: Salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade.

Quinta-feira:

Café da manhã: Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço: Um ovo cozido, cenoura crua ou cozida à vontade e uma fatia de queijo mussarela;

Jantar: Salada de fruta à vontade e um iogurte natural.

Dieta-japonesa-faz-perder-8-quilos-em-uma-semana-02

Sexta-feira:

Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço: Tomate à vontade e filé de peixe frito;

Jantar: Bife e salada de frutas à vontade.

Sábado:

Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço: Frango assado a vontade;

Jantar: Dois ovos cozidos com sal.

Domingo:

Café da manhã: Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço: Um bife grande e frutas à vontade;

Jantar: Comer o que quiser dentro desse regime.

Dietas restritivas trazem danos ao organismo, pois excluem vários grupos de alimentos fundamentais para a saúde. A saúde tem que estar em primeiro lugar. O ideal é não precisarmos seguir uma dieta como essa.

Nesta dieta você pode apenas consumir três refeições, e nos intervalos beber líquidos (água, chá). O ideal é que tenhamos uma alimentação fracionada ( comer de 3 em 3 horas). Para não perdermos massa muscular.

O ideal é que a perda de peso seja lenta, no máximo 1 kg por semana para que o organismo queime somente gordura, e torne o resultado duradouro.

É necessário que os maus hábitos sejam mudados para que a perda de peso seja permanente o que não acontece em um tipo de dieta como essa. Temos que tratar a causa, o que nos leva a comer excessivamente.

Vários fatores podem ser responsáveis pelo consumo excessivo de alimentos, distúrbios psicológicos, hormonais, sedentarismo.

Faça um Comentário

Leia também esse artigo: