Dicas para acabar com inchaço

Certos alimentos causam algumas modificações em nosso organismo. Assim como tem alimentos eu trazem benefícios outros trazem malefícios. Sabemos que devemos evitar frituras, doces e refrigerantes.

Seguir uma alimentação balanceada, praticar atividade física regularmente, tudo isso nos auxilia a eliminar os sintomas que alguns alimentos trazem consigo.

Outros fatores como insuficiência vascular, hipotireoidismo, hipertensão arterial e mau funcionamento dos rins, fígado e coração podem causar a retenção de líquidos. Durante a gestação é normal incharmos, devido a grandes mudanças hormonais e o aumento de peso. Mas podemos ter mudanças hormonais sem estarmos grávidas, isso pode ocorrer pelo uso de anticoncepcionais. Consulte seu ginecologista e informe a ele se você sofre com o inchaço. Algumas pílulas modernas vêm inclusive com um pouco de substância diurética. As mais antigas contém uma dosagem muito alta de estrogênio (80 microgramas), as pílulas atuais reduz essa quantia para 15 microgramas por dosagem.

Dicas-para-acabar-com-inchaço-01

Período pré-menstrual

Durante o período pré-menstrual há um a elevação do hormônio progesterona, que provoca retenção de líquidos. A sensação de inchaço foca-se na região nos seios e no abdômen. A queda desse hormônio, que resulta no início do fluxo menstrual, faz com que a eliminação de toxinas pela urina e o equilíbrio de líquidos no corpo voltem ao normal. Mulheres consumiram vitamina E e ácido gamalinoleico regularmente, provaram que eles agem na diminuição do inchaço. As duas substâncias podem ser compradas em cápsulas nas farmácias. Mas alguns alimentos são fontes naturais como germe de trigo, nozes, castanhas, sementes e óleos vegetais, no caso da vitamina E; e óleo de linhaça e prímula, ricos em ácido gamalinoleico.

Fatores que podem provocar inchaço

Ficar por um período muito longo sentada também provoca a sensação de inchaço. Isso ocorre porque as contrações do músculo da panturrilha são responsáveis pelo retorno dos líquidos do corpo para o tronco. Se ele não bombeia direito, ao longo do dia acaba provocando uma pressão na região que facilita o edema.

O mesmo ocorre se passarmos muito tempo de pé. Os líquidos corporais, que circulam através do sangue e da linfa, descem para as extremidades das pernas e, se o retorno ao tronco não for adequado, não conseguem subir. O resultado será inchaço nas pernas, nos tornozelos e a sensação de peso.

Recomenda-se mudar de posição, sentar-se ou caminhar de vez em quando tem um ótimo resultado. Se isso não for possível, use as meias de compressão, elas exercem uma pressão sobre as pernas que auxilia no bombeamento muscular, possibilitando uma melhor circulação sanguínea. Hidrate-se bastante, para garantir o melhor funcionamento dos rins.

Durante o verão é mais frequentes ficarmos inchadas. Os vasos sanguíneos ficam mais dilatados e, com isso, uma maior quantidade de líquido fica circulando no espaço entre as células e fica acumulado ali. Isso é um mecanismo de defesa do organismo para baixar a temperatura interna do corpo e ajudá-lo a suportar o calor do ambiente.

Dicas-para-acabar-com-inchaço-02

O ideal é ficarmos em ambientes climatizados a maior parte do tempo. Se isso não for possível, durante a noite ou quando estiver assistindo televisão ou estudando, deixa as pernas em um nível mais elevado do que o restante do corpo. Utilize almofadas.

Evite ao máximo salto alto, principalmente durante o verão. No máximo um salto 5 cm. Quando usamos saltos muito altos nossa panturrilha fica mais tensa e não exerce adequadamente a sua função de bombear os líquidos corporais.

Os de bico fino também devem ser evitados, pois pressionam as pontas dos pés. Se você não pode fugir dos saltos, devido ao trabalho, tente ao menos nos intervalos, almoço, ida para o trabalho e retorno para casa, retirar os sapatos. Troque por algo mais confortável. Sua saúde agradecerá.

Evitar alimentos industrializados que contém uma grande quantidade de aditivos químico, como sódio, por exemplo, é necessário. Sódio em excesso causa inchaço e hipertensão. Alimentos que contenham glúten, lactose também devem ser reduzidos ou evitados.

A drenagem linfática é uma ótima opção. Ela estimula o sistema linfático, responsável pelas trocas metabólicas com as células e em seguida é recolhida pelos vasos do sistema linfático, retornando aos gânglios. A drenagem linfática melhora a circulação sanguínea e diminui a celulite.

Se você mudou seus hábitos e os sintomas persistiram, consulte um médico.

Faça um Comentário