Dia Internacional da Mulher – Direitos Adquiridos

O preconceito é o grande vilão da sociedade mundial, quando o assunto é mencionado ele não se refere apenas aos deficientes, idosos, raças, mas as mulheres que são discriminadas sem dó nem piedade. Em razão do preconceito a mulher sofreu grandes perdas.

Ao longo da história da humanidade as mulheres sempre estiveram subjugadas à vontade dos homens, que as colocavam para trabalhar como serviçais sem receber nada em troca pelo serviço que faziam. Em virtude desses e tantos outros inconvenientes que as mulheres se uniram para reivindicar mais direitos ao seu trabalho e a sua vida com respeito e dignidade.

Dia Internacional da Mulher2

Como surgiu a data

O preconceito era tão forte em relação às mulheres que chegou ao ponto de elas serem queimadas vivas dentro de uma fábrica têxtil onde trabalhavam em Nova York após uma reivindicação por salários mais justos e carga horária menor de 16 horas para 10 horas como os homens faziam. Queriam também receber o mesmo salário que os homens, que chegavam a ganhar três vezes mais exercendo a mesma função. No dia 8 de março de 1910 na Dinamarca aconteceu uma conferencia internacional feminina para discutir interesses das mulheres, além de decidir que a data seria uma homenagem àquelas mortas carbonizadas.

Dia Internacional da Mulher1

As mulheres no Brasil

No Brasil as mulheres tiveram maior reconhecimento, pois no governo do presidente Getúlio Vargas, com a reforma da constituição, acontecida em 1932, às brasileiras passaram ater os mesmos direitos trabalhistas dos brasileiros. As mulheres passaram ater direito ao voto e a cargos políticos do poder executivo e do poder legislativo. Outra grande conquista pelos direitos da mulher foi a lei “Maria da Penha” que garante bons tratos dentro de casa, para que seus companheiros não as espanquem mais e nem sirvam de escravas sexuais, com direito a pagar pelo ato com prisão ao agressor da vitima.

As mulheres continuam lutando por igualdade de direitos, mesmo com muitas conquistas ainda há discriminação em alguns setores. Que o dia 8 de março sirva para debates e discussões que firmem o fim do preconceito e tratem o papel da importância da mulher diante a sociedade com uma vida mais digna e justa e não seja apenas mais um marco na história.

Faça um Comentário