Alimentos orgânicos e seus benefícios

Sabemos que a alimentação é primordial, e, para que possamos ter uma boa qualidade de vida, esta alimentação necessita ser rica em frutas, legumes e verduras. Mas como podemos ter a certeza de que esses alimentos fazem bem a nossa saúde com tanto produto químico utilizado para que possa ser cultivado?

Os alimentos orgânicos estão na moda, pra quem ainda não sabe, são aqueles que utilizam, em todos seus processos de produção, técnicas que respeitam o meio ambiente e visam a qualidade do alimento. Desta forma, não são usados agrotóxicos nem qualquer outro tipo de produto que possa vir a causar algum dano à saúde dos consumidores.

Para a produção de produto orgânico são utilizadas algumas técnicas que incluem emprego de compostagem (restos vegetais, animais, excrementos). No processo de compostagem busca-se evitar a putrefação dos resíduos orgânicos. Adubação verde, o manejo orgânico do solo e da diversidade de culturas são técnicas necessárias para garantir a mais alta qualidade biológica dos alimentos. O produto orgânico é completamente diferente do produto da agricultura convencional, pois utiliza doses abundantes de inseticidas, fungicidas, herbicidas e adubos químicos altamente solúveis. Esses agroquímicos fazem com que os alimentos tenham baixo valor nutricional e, em sua toxicidade pode estar a causa de muitas doenças, que afetam o homem, em proporção crescente. Além do mais, esses agroquímicos contaminam o ambiente, poluindo a água, o ar, a terra, a flora e a fauna. A Agricultura Orgânica é o modo verdadeiramente científico e respeitoso de produzir alimentos saudáveis e assegurar a integridade do meio ambiente.

Alimentos-orgânicos-e-seus-benefícios-01 (1)

Algumas razões para consumir alimentos orgânicos

O sabor do produto orgânico é melhor, porém existem certos critérios determinados por “degustadores” que afirmam que os alimentos orgânicos possuem mais “gosto” que os alimentos produzidos pelo sistema convencional. Os produtos orgânicos crescem sem pesticidas e fertilizantes químicos sintetizados artificialmente. Muitas pessoas possuem hábitos de descascar a cenoura para o preparo de uma salada, devido à possibilidade de ingestão de pesticidas presentes em sua casca. Escolhendo os produtos orgânicos, o consumidor usufrui na totalidade as frutas e vegetais sem a preocupação com o consumo de pesticidas. São produtos livres de organismos geneticamente modificados. A prática da engenharia genética cria novas formas artificiais de vida que não possuem um desenvolvimento natural. Este processo visa extrair e enxertar genes de uma espécie em outra, para criar novos tipos de safras e animais, objetivando assim uma melhor produtividade e colheita. O assunto é polêmico e ninguém pode afirmar categoricamente sobre os efeitos destes alimentos na genética dos nossos filhos e netos.

Fertilizantes artificiais e pesticidas são levados aos rios, lagos e lençóis freáticos através das chuvas e irrigação. Traços de pesticidas são encontrados em peixes, gado e outros animais que se nutrem destas águas. É uma agricultura sustentável. Nos anos 90 foi bem difundida a cultura de “usar o solo até esgotá-lo”. Em uma fazenda orgânica as gerações futuras podem usufruir da terra e seus benefícios, pois este tipo de cultura nutre o solo, alimentando-o naturalmente com produtos originados por compostagem e estercos. Os alimentos orgânicos são mais nutritivos, principalmente quando frescos normalmente possuem menor teor de água em sua composição, quando comparado com os alimentos convencionais (aproximadamente 20% menos). Isto significa que os nutrientes estão mais concentrados. Assim como o conteúdo de açúcar, motivo do sabor mais adocicado dos vegetais orgânicos. Produções orgânicas tendem a ter maiores níveis de vitaminas, como em tomates orgânicos, que contêm 23% mais vitamina A do que os convencionais.

Alimentos-orgânicos-e-seus-benefícios-02 (1)

É importante esclarecer que o fato de ser um alimento orgânico não elimina a necessidade de lavarmos e desinfetá-los, pois etapas como a água de rega, contato com a terra, manuseio humano e o transporte, são fontes naturais de contaminação.

O preço dos orgânicos pode variar de acordo com o local da compra. Nos supermercados, normalmente, são mais caros. Já nas feiras de produtores, costumam ser mais baratos. No entanto, existem outros fatores que influenciam o preço mais elevado.

Os alimentos orgânicos possuem uma diferença acentuada no conteúdo de alguns minerais essenciais. Confira:

Mineral % superior no alimento orgânico

Cálcio 65%

Ferro 73%

Magnésio 118%

Molibolênio 178%

Fósforo 91%

Potássio 125%

Zinco 60%

Mercúrio menos de 29%

Faça um Comentário