Veja como é possível emagrecer com mix de chás – dicas

O desejo de 9 em cada 10 mulheres é perder alguns quilinhos. Infelizmente não existe segredo para isso. Temos que ter disciplina e determinação.

Seguir uma dieta balanceada, praticar uma atividade física regulamente, são regras fundamentais para iniciar o processo de emagrecimento. Existem outros coadjuvantes que auxiliam no processo de emagrecimento como os chás, então não podemos deixar de recorrer a tudo que contribui para potencializar o processo.

Quente ou gelado, não importa a sua preferência, o chá é um verdadeiro aliado do emagrecimento. A bebida age como diurético, o que contribui para a diminuição do inchaço e redução de medidas. Dependendo da escolha, alguns tipos de chá ainda são capazes de acelerar o metabolismo, potencializando a queima de gordura. Eles também hidratam, previnem doenças e combatem o envelhecimento precoce. Pois é, quem diria que algumas folhas e raízes diluídos em água fervente poderiam trazer tanto benefício à saúde. Você pode substituir refrigerantes e outras bebidas artificiais pelos chás para ajuda a matar a sede, além de contribuir para melhorar sua saúde.

Veja-como-é-possível-emagrecer-com-Mix-de-chás-–-Dicas-02

Mas, antes de tudo, é importante lembrar que sozinho o chá não faz milagre. Você precisa associá-lo a uma dieta. Não adianta tomar um chazinho desintoxicante, para livrar o organismo das toxinas que impedem o emagrecimento, e comer alimentos gordurosos, super industrializados, cheios de corantes e conservantes. O açúcar refinado, por exemplo, é repleto de aditivos químicos. É melhor trocá-lo pelo mascavo ou pela estévia. Uma sugestão é seguir um cardápio de uma semana, com cerca de 1200 calorias. Você pode repeti-lo por um mês ou mais. Já as ervas, devem ser mudadas a cada 30 dias. Embora não tenham contraindicações, não se deve usar nenhuma erva por um período muito prolongado. Mas não vão faltar opções para você variar o seu chá. Então, coloque a água para ferver!

O que você deve evitar para potencializar a dieta

– Combinar dois tipos de carboidrato numa mesma refeição, como arroz e batata. A única parceria permitida é o arroz e feijão. Afinal, a dupla é típica no prato do brasileiro. Usar muito sal. Esse tempero deve ser praticamente descartado, pois faz o corpo reter líquido. Prefira ervas e especiarias como orégano, alecrim, salsa. Consumir alimentos refinados (arroz, pão, macarrão e biscoito feitos com farinha branca). Eles são rapidamente absorvidos pelo organismo, estimulando o pâncreas a liberar muita insulina – hormônio que contribui para o acúmulo de gordura.

– Comer e dormir. Espere pelo menos uma hora e meia depois do jantar para ir se deitar. • Ingerir bebida alcoólica, pois é muito calórica.

Veja-como-é-possível-emagrecer-com-Mix-de-chás-–-Dicas-01

O jeito certo de preparar o chá

Para preparar um bom chá você tem seguir alguns passos obrigatórios. Primeiro separe as ervas (para cada erva uma colher de sobremesa) em um recipiente de vidro. Não use recipientes de metais. Ferva 1 litro de água, jogue sobre a erva e imediatamente abafe o chá por 10 minutos. O chá tem vida útil de 24 horas, após esse tempo, seus benefícios são desconsiderados.

Emagrecedoras: ação dissolve gordura. Têm princípios ativos que agem nos rins, no fígado e, principalmente, no intestino. Ervas: alfafa (Medicago sativa), cavalinha (Equisetum arvense), cana-do-brejo (Costus spicatus), graviola (Anona muricata), cabelo-de-milho (Zea mays), carqueja (Baccharis trimera), capim-limão (Cymbopogon citratus).

Diuréticas: o fim da retenção hídrica. Agem nos rins e no córtex da glândula supra-renal, inibindo a produção do hormônio cortisona, que bloqueia a perda de peso ou, pior, engorda. Ervas: cavalinha (Equisetum arvense), dente-de-leão (Taraxacum officinalis), cabelo-de-milho (Zea mays), sabugueiro (Sambucus nigra), abacateiro (Persea americana), quebra-pedra (Phyllantus niruri) e salsa (Petroselium sativum). Digestivas: intestino regulado e barriga lisinha Contêm substâncias que atuam no fígado, onde é fabricada a bílis, que dissolve a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino. Ervas: hibisco (Hibiscus sabdariffa), cáscara-sagrada (Rhamnus purshiana), zedoária (Curcuma zedoaria), psilium (Plantago psyllium) e fucus (Fucus vesiculosus).

O ideal é você consumir 6 xícaras ao dia, procure consumir uma xícara de cinco a dez minutos antes de cada refeição, incluindo café da manhã, ceia e lanche. Dessa forma, além do efeito terapêutico da erva, o chá dá uma sensação de saciedade, amenizando a fome, o que facilita controlar a quantidade de comida colocada no prato.

Faça um Comentário