Cabelo

Os maiores erros ao fazer chapinha

Podemos dizer que a chapinha é algo indispensável no kit beleza de qualquer mulher. Esse utensílio é sem dúvida uma tendência que veio para ficar!

Antigamente as mulheres perdiam horas e horas para alisar o cabelo, muitas vezes passavam a noite com a cabeça cheia de grampos, toucas, etc. Hoje em dia nada disso é mais necessário, pois a chapinha nos da à praticidade de poder alisar o cabelo em menos tempo e em qualquer lugar. Mas alguns cuidado devem ser observados para não danificar o seu cabelo.

Os maiores erros ao fazer chapinha

Erros na hora de fazer chapinha

Temperatura muito alta: o ideal e não ultrapassar os 180°C, mesmo naquela chapinhas que possuem termômetros de 200°C ou mais. Caso contrário você pode queimar o seu cabelo.

Temperatura baixa: procure usar a temperatura certa, pois a temperatura baixa também danifica seu cabelo, porque você ira se obrigar a passar mais vezes na mesma mecha. Você ate ira conseguir alisar seu cabelo, mas o frizz e o ressecamento será feio.

Ter pressa: evite pegar mechas grossas para economizar tempo, além de deixar seu cabelo desalinhado e amassado você ira danificá-lo, pois terá que passar varias vezes na mesma mecha.

Passar várias vezes na raiz: um erro grave e queres retocar o alisamento vencido, pois além de você estar passando a chapinha diversas vezes na mesma região, você ainda estará espalhando a oleosidade produzida pela raiz do cabelo. Deixando seu look opaco e ressecado.

Não usar protetor térmico: o protetor térmico e uma das melhores proteções para o seu cabelo, pois eles criam uma camada protetora que ajuda a chapinha deslizar diminuindo as agressões do calor. Coloque uma pequena quantidade na palma da mão e aplique no comprimento de seu cabelo. Não aplique próximo a raiz, pois seu cabelo pode ficar pesado e com excesso de oleosidade.

Demorar para deslizar a chapinha no comprimento: evite ficar com a chapinha para muito tempo no mesmo lugar, você poderá derreter a mecha devido a alta temperatura. Sempre deslize rapidamente a chapinha pelo seu cabelo.

Descer a prancha reta: evite descer a chapinha reta, pois ira deixar suas pontas espigadas e com cara de chapadas. Para um liso mais natural utilize chapinhas que tenha o corpo arredondado e quando tiver quase chegando na ponta de uma leve torcidinha na mão.

Pranchar o cabelo cheio de produto: depois de aplicar produtos tipo reparador de pontas, spray de fixação, por exemplo, nem pense em passar a chapinha em cima, pois isso ira fritar o seu cabelo.

Terminar o alisamento e já prender: evite prender o cabelo enquanto ele estiver quente, pois isso ira marcá-lo e ate deixá-lo quebradiço. Caso seja necessário pender utilize presilhas suaves.

Os maiores erros ao fazer chapinha

Usar uma chapinha grande para alisar a raiz: se o objetivo é só o retoque, tenha uma chapinha mini de reserva. Assim você não precisa se desdobrar para pegar os fios desalinhados, nem corre o risco de se queimar.

Pranchar os fios todos os dias: o recomendado e utilizar a chapinha somente nos dias de lavagem do cabelo, de preferência em dias alternados ou três vezes na semana. E recomendado uma semana no mês dar um descanso para a chapinha e utilizar o secador. Independente de quantas vezes você faca a chapinha não se esqueça dos produtos adequados, pois seu cabelo pode ficar danificado e fragilizado.

Mesmo quem faz tudo direitinho, usa protetor, a temperatura ideal, além de todos os cuidados necessários, fazer chapinha todos os dias acaba com os fios. O ideal é deixar os cabelos ao natural alguns dias da semana.

Passo a passo para um bom alisamento

– Lave bem os cabelos e enxágue com cuidado para evitar que resíduos de shampoo e condicionador fiquem nos fios.

– Tire a umidade dos cabelos com uma toalha. O cuidado deve ser aplicado até mesmo quando a chapinha é apropriada para ser usada em fios molhados.

– Utilize um protetor térmico para os fios de cabelo para evitar que eles sofram danos irreparáveis em contato com o calor da prancha

– Verifique a temperatura da chapinha. Especialistas recomendam que ela não passe dos 180 graus.

– Divida o cabelo em mechas de dois a três dedos de diâmetro e passe o aparelho da raiz as pontas, começando pela nuca. Tenha cuidado com os movimentos: nunca deixe a prancha parada em ponto por muito tempo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *