Saúde

O perigo das dietas de revistas

Atualmente 9 entre 10 mulheres desejam perder uns quilinhos. Abrimos as revistas, olhamos as vitrines e televisão e só nos deparamos com mulheres esguias. E como a mídia tem total influência sobre nós, queremos nos parecer com essas modelos e atrizes lindas e poderosas, mesmo que para isso tenhamos que por em risco nossa saúde.

Fazemos um monte de besteiras para conseguirmos alcançar nosso objetivo. O mais comum é desistirmos logo que começamos, não conseguimos seguir sem um acompanhamento médico especializado. Ficamos muitas horas sem comer, nos proibimos de comer o que gostamos entre outras coisas que nos leva a desistirmos antes de alcançar nosso objetivo. Mas, a mídia não só nos traz a padrão imposto mas também a receita que devemos seguir para fazermos parte desse universo.

Dietas radicais com os mais variados nomes, onde o objetivo é sempre o mesmo, perder peso rapidamente. Pensamos que sim, é possível perder 15 quilos em 1 mês, então não nos preocupamos e seguimos comendo excessivamente. Porque quando precisarmos perder aqueles quilinhos adquiridos durante o inverno, ou durante uma viagem abriremos uma revista e escolheremos qual dieta iremos iniciar.  Essas dietas trazem promessas falsas, porque é impossível determinar quantos quilos conseguiremos eliminar em um determinado período.  O recomendado é procurar um médico especializado, como uma nutricionista ou endocrinologista. O profissional diagnosticará através de uma avaliação nutricional e por uma avaliação antropométrica. Assim ele identificará os riscos de saúde associado aos valores muito altos ou baixos de gordura corporal, risco de saúde relacionado ao excesso de gordura abdominal e estimar o peso corporal ideal.

O-perigo-das-dietas-de-revistas-01

Dietas onde há carência de vitaminas e nutrientes nós traz inúmeros danos há saúde. A maioria das dietas que lemos nas revistas restringe o consumo de carboidratos, pois alimentos que fazem parte deste grupo são altamente calóricos. Então é recomendado evita-lo ao máximo, mas o carboidrato é nossa principal fonte de energia. Quando não temos energia suficiente para podermos realizar tarefas vitais, nosso organismo irá buscar nos músculos a energia necessária, o que ocasionará perda da massa magra. Quando isso ocorre demoramos mais para perde peso, porque a massa magra que utiliza mais energia para sua manutenção, mesmo quando estamos de repouso. E para acelerar esse processo tão árduo, é necessário que aliemos a dieta as atividades físicas regulares. A finalidade da atividade física não é somente para emagrecermos, mas sim para evitarmos várias doenças e esteticamente a flacidez da pele.

Essas dietas também reduzem drasticamente a ingestão de gorduras, por elas apresentarem maiores concentração de energia, porém os lipídios desempenham funções metabólicas importantes como funções estruturais e hormonais.

Uma dieta que se tornou famosa entre a mulherada foi a dieta da proteína. Onde mais uma vez os carboidratos são restringidos e a proteína liberada. Há vários riscos quando seguimos esta dieta, uns dos mais preocupantes é a diminuição das funções renais do organismo, a sobrecarga do fígado e o aumento da possibilidade de a pessoa desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes.

Para emagrecer não é necessário excluir o carboidrato de nossas vidas. Podemos trocar o carboidrato simples pelos integrais. Possuem menores índices glicêmicos e, portanto, liberam o açúcar no sangue lentamente, proporcionando uma sensação de saciedade mais duradoura, ainda melhoram o trânsito intestinal. São eles: arroz integral, 7 grãos, lentilha, batata doce, mandioca, macarrão integral, farinha de trigo integral, aveia.

Para emagrecer com sucesso e manter os quilos eliminados temos que tratar a(s) causa(s) dessa ânsia pela comida. Pode ser por fatores psicológicos, distúrbio hormonal ou hábitos errados. Quando seguimos uma dieta restritiva por um pequeno período, quando alcançamos nosso objetivo, engordaremos todos os quilos novamente. Pois retornaremos aos hábitos antigos.

O-perigo-das-dietas-de-revistas-02

Lembre-se sempre, não existe mágica – se você quer emagrecer, terá que passar pelo solitário e longo processo de emagrecimento e praticar atividade física regularmente. Caso decida seguir dieta de alguma revista, preste atenção se ela oferece os nutrientes, como vitamina e minerais, que o organismo necessita pra funcionar bem.

Logo baixo alguns alimentos que não podem faltar na sua dieta – as quantidades variam de acordo com o sexo, a idade e o estado nutricional.

Carnes vermelhas, fígados, miúdos em geral, gema de ovo, leguminosas, vegetais folhosos e verdes- escuros e frutas secas – esses alimentos possuem ferro, que forma hemoglobina e transporta oxigênio. A falta desse mineral pode causar anemia, queda do sistema imunológico e fadiga.

Leite, iogurte, queijos, brócolis, couve e ovos – Esses alimentos contem cálcio, necessário para coagulação sanguínea e formação dos ossos e dentes.

Sal de cozinha, espinafre e aspargos – possuem sódio, necessário para distribuição de água no organismo e volume sanguíneo.

Banana, maçã, laranja, batata, verduras no geral – esses alimentos contem potássio, importante para contração muscular cardíaca e essencial para o funcionamento dos rins.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *