Dietas

Manteiga ou margarina qual é a mais saudável?

Em tempos no qual temos tantos produtos industrializados, fica difícil de saber o que faz ‘’menos mal’’. Realmente, a era industrial marcou as nossas vidas e facilitou muito. Porém, existiam produtos que antigamente eram feitos de forma caseira e isso garantia a qualidade do produto. Uma das coisas que mais se fazia em tempos cuja a era industrial não estava presente é a manteiga.

Outra iguaria que é muito utilizada no meio de consumo é a margarina. Ambas iremos destacar aqui para mostrar-lhes qual delas é a mais saudável.

Origem da Manteiga

A manteiga é o termo utilizado para destacar a produção(na maioria das vezes onde existe a pecuária) do alimento exclusivamente feito a base de leite de vaca.

Sua origem pode datar desde o período pré- histórico segundo pesquisas feitas. Fonte de grande energia e ótima para saciar a fome, a manteiga já era consumida para o bem da sobrevivência dos nossos ancestrais. Quando esse produto não é feito exclusivamente pelo leite de vaca, mas sim de outro animal, o correto é dizer manteiga de ‘’nome do animal’’. A forma de preparar a manteiga é bater o leite até se transformar numa emulsão de agua e gordura. Isso acontece pelo fato da emulsão ser o ato de obter, através da divisão de um liquido – leite – em um glóbulo – gordura.

Manteiga-ou-margarina-qual-é-a-mais-saudável-01

Composição e melhor forma de ingerir:

Sua composição é basicamente gordura saturada, colesterol e calorias. Com isso podemos ver que esse alimento é bem gordo e, com isso, mesmo podendo ser produzido em casa, deve-se ingerir de forma moderada e não abusiva, afinal de contas, caso isso seja feito, taxas sanguíneas podem ser alteradas, como por exemplo o colesterol LDL(colesterol ruim) e HDL(colesterol bom).

A manteiga pode ser utilizada e ingerida de varias formas. Ela é matéria- prima para fazer uma serie de alimentos, tais como bolos, massas caseiras e é base para fazer diversas refeições. Porem, a forma mais consumida deve-se dizer que é passada no pão ou biscoito. Por se tratar de um alimento pesado e gordo, seu consumo deve ser feito de forma moderada e de preferência uma vez ao dia.

Origem da margarina

Diferentemente da manteiga, a margarina tem a sua origem mais recente, porém, não deixa de se fazer um bom tempo que ela acompanha a refeição do homem. Napoleão III(1808- 1873), em uma tentativa de baratear o custo da manteiga e fazer com que a mesma durasse mais tempo, afinal de contas, tratava-se de um produto natural, propôs um desafio para as pessoas de criar algo que tivesse as mesmas características da manteiga(gosto e aparência).

Quem fizesse tal descoberta, receberia uma recompensa de Napoleão. Onde quem a fez foi um químico francês chamado Hippolyte Mege- Mouriés(1817-1880) que produziu a partir da emulsão de agua em óleo, gordura de vaca, sebo, leite desnatado, estômago de porco e a úbere triturada(glândula da vaca que produz o leite).

Manteiga-ou-margarina-qual-é-a-mais-saudável-02

Composição e melhor forma de ingerir

Pra quem leu o que foi citado logo acima e acabou ficando com nojo, pode deixar de ficar, pois com a industrialização de hoje, o processo de produção se tornou diferente.

Sua composição se dá por um processo chamado de hidrogenação, onde ocorre um acréscimo do hidrogênio ao óleo vegetal(base para a produção da margarina). Com isso, o que antes era óleo vegetal, se torna gordura. Essa gordura é a mesma vilã do aumento do colesterol ruim(LDL) e na diminuição do colesterol bom (HDL) chamado de gordura- trans. A margarina também tem a mesma utilidade quando o assunto é auxiliar na produção de alimentos e também muito utilizada quando o assunto é comer em pão ou biscoitos.

Resumindo, qual vale mais a pena ingerir

Apesar de ambos os produtos serem em partes prejudiciais ao nosso organismo, a margarina é muito mais industrializada e seu processo é muito mais químico do que a manteiga. A manteiga é natural e não tem a quantidade absurda de gordura que a margarina tem. Fica a seu critério fazer a melhor escolha.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *