Benefícios do Hipoglós Amêndoas para a pele

Que mulher não sabe dos benefícios do creme Hipoglós para assaduras de bebe? Toda que já foi mãe e aquelas que estão a caminho da maternidade, não é mesmo? Mas você sabia que o mesmo creme que é bom para a assadura pode ser usado no rosto das mamães também? Aposto que muitas não sabiam disso!

Pois bem, o creme Hipoglós Amêndoas é um grande aliado às mamães quando o assunto é melhorar a pele tanto do rosto quanto do resto do corpo, principalmente para tratar estrias decorrentes do efeito sanfona que a maioria das mulheres passam ao engordar e emagrecer fazendo dietas.

Benefícios do Creme Hipoglós Amêndoas

São muitos os benefícios que o creme pode trazer, principalmente quando o assunto é cuidar da pele das mulheres em geral. Por conter grande concentração de vitamina A e vitamina E o creme ajuda a suavizar as olheiras além de combater estrias. Mas o que faz com que seu efeito seja potencializado é o óleo de amêndoas, isso mesmo. Sabe aquele óleo que você costuma ver em vários cremes para o corpo, rosto e até para os cabelos? Ele agora vem na Hipoglós, a marca Procter & Gamble resolveu unir à Hipoglós a amêndoa proporcionando excelentes resultados na pele.

Hipoglós Amêndoas

O Hipoglós Amêndoas faz milagres para a sua pele

Como usar o creme

A descoberta do creme Hipoglós Amêndoas vai muito mais além do que um simples creme para assaduras. Você sabia, por exemplo, que ele tira manchas escuras nas dobras, coxas e axilas e ainda elimina as estrias tão temidas pelas mulheres? Aposto que não. Pois é, ele elimina essas manchas também e ainda fortalece a pele que está fragilizada com o atrito ou pelo uso de produtos químicos como é o caso das axilas e regenera a pele de dentro para fora combatendo as estrias. Para usar a Hipoglós Amêndoas você deve escolher à noite, pois a pele vai ter tempo suficiente para absorver o produto e se beneficiar com eles.  Então, agora que vocês já conhecem os benefícios da Hipoglós Amêndoas, que tal começar a usar e mudar sua pele?

Faça um Comentário

Leia também esse artigo: