Dietas

Erros típicos a evitar ao fazer dieta

Dieta significa jejum, abstinência, privação. Sim só de escutarmos essa palavrinha já desanimamos. Todos sabemos que não existe milagre para emagrecer, temos que comer pouca quantidade, não sabotar a dieta, fazer atividade física e beber muita água. Mas ao fazermos uma dieta, por vezes cometemos alguns erros que acabam impossibilitando de termos um resultado satisfatório.

7 erros típicos ao fazer uma dieta

Erros na dieta

Preguiça

Se não incluirmos atividade física enquanto estamos no processo de emagrecimento, acabaremos desistindo, isso porque  a atividade auxiliará na aceleração da perda de peso, além de estimular a  liberação de endorfina (neuro-hormônio) produzido pelo organismo que proporciona uma sensação de bem estar e bom humor e combate o estresse. Não deixe de praticar atividade mesmo depois do objetivo alcançado, ela é importantíssima para o organismo e para a manutenção dos quilos eliminados.

Bebidas alcoólicas

Se você não consegue deixar de beber aquela cervejinha com os amigos nos finais de semana, terá que resistir pois as bebidas alcoólicas têm alto índice calórico, e não irá ajudar para o sucesso da sua dieta.

Pular refeições

Comer de 3 em 3 horas é importante para o metabolismo estar sempre queimando energia e não acumula-las devido aos jejuns. Ao pular uma refeição quando você for comer novamente irá comer mais que o necessário, pois estará com muita fome.

Comer rápido demais

O cérebro leva em torno de 20 minutos para receber a mensagem que estamos satisfeitos. Além disso, os alimentos que não foram mastigados adequadamente são eliminados pelo organismo sem a absorção dos seus nutrientes.

Refeição livre

Se você conseguir “economizar” 800 calorias em três dias, por exemplo, não vai querer gastá-las em um Mc Donald’s. Sempre que você gastar as calorias economizadas não irá conseguirá perder nenhum quilo. De vez enquanto podemos sair da programação, mas  com um alimento mais leve, um picolé de frutas por exemplo, mas cuidado, não torne isso um hábito.

Beber líquidos

Os líquidos são muito importantes, principalmente a água. Muitas vezes pensamos que estamos com fome quando na verdade é sede.

Consumir alimentos lights

Esses alimentos possuem muitos conservantes e outras substâncias químicas prejudiciais ao organismo. Então prefira frutas, legumes e leguminosas.

Dieta-antirrugas-–-pele-lisinha-em-três-dias-02

Para evitar esses erros típicos que listamos acima, confira a lista seguinte de alimentos que podem ajudar a tornar a sua dieta uma tarefa menos difícil. Infelizmente não existe nenhum alimento que emagreça, nem milagres, como sabemos. Para conseguir alcançar o objetivo como em todas as áreas precisamos ter disciplina, empenho e foco.

Alimentos que ajudam na dieta:

Alimentos termogênicos

Aumentam o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico.

  • Pimenta vermelha: age desintegrando a gordura no tecido adiposo. Ela aumenta em até 20% a atividade metabólica se ingerida na quantidade de três gramas por dia.
  • Chá verde (Camellia sinensis): assim como a pimenta, esse chá favorece a utilização da gordura corporal como fonte de energia em função do estimulo metabólico. O recomendado são quatro xícaras por dia.
  • Canela: rica em cálcio mineral, substância importante para o emagrecimento. Aumenta o metabolismo basal.
  • Gengibre: Essa raiz pode aumentar o gasto calórico em mais de 10%. “O gengibre pode ser consumido .
  • Água gelada: o  organismo gasta energia para elevar a temperatura até a tida como adequada pelo corpo (algo entre 36º e 37ºC). No entanto, o efeito é muito leve. Para melhores resultados, ingira oito copos de água por dia, pois essa medida pode aumentar seu gasto calórico em até 200kcal.
  • Alimentos com Ômega 3:  encontrado em peixes como salmão e atum, em sementes, linhaça, chia e nozes . Ele aumenta o metabolismo basal, diminui a retenção de líquidos e facilita a comunicação entre as células do organismo.
  • Chá de hibisco: Esse chá, assim como os demais termogênicos, aumenta a temperatura corporal durante a digestão e, consequentemente, aumenta o metabolismo. Recomenda-se 1 litro por dia. Para 1 litro utiliza-se  1 colher de sopa da flor.

Alimentos com baixo índice glicêmico

Libertam açúcar em menor quantidade no sangue. Os alimentos de alto índice glicêmico são digeridos mais rapidamente sendo necessário liberar maior quantidade de insulina para normalizar a glicemia sanguínea. Quando os níveis de açúcar se elevam excessivamente há maior tendência do organismo a armazenar gordura, favorecendo o aumento de peso. Os alimentos IG, proporcionam uma sensação de saciedade mais duradoura, contém fibras que auxiliam no funcionamento do intestino e são fontes de energia, importante para não ficarmos desanimados, cansados e desistirmos da dieta. Até 55 são considerados alimentos de baixo índice glicêmico.
Exemplos: cenoura crua (16), brócolis, pepino, beringela, espinafre, alface, tomate e repolho (20), lentilhas (38), ravióli integral, leite integral e abobrinha (39), batata-doce e feijão-manteiga (44), pão integral, ervilha fresca e iogurte com açúcar (48), maçã (52), aveia (55) e amendoim (21).

Alimentos ricos em fibras solúveis

No intestino, a fibra solúvel tem a propriedade de diminuir parte da absorção da gordura e do açúcar presente nos alimentos, elas colaboram com o controle e até mesmo na redução dos níveis de colesterol sérico, triglicéridos, redução da insulina no sangue.
Exemplos: Cenoura, abacaxi, bergamota, manga, maçã, laranja, grão de bico, feijão, lentilha, legumes  e farelo de aveia.

É importante lembrar que uma alimentação balanceada, atividade física regular, dormir no mínimo 8 horas, beber 2 litros de água por dia e comer de 3 em 3 horas, é necessário não somente para quem quer emagrecer mas para o bom funcionamento do organismo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *