Dieta pós parto: cardápio completo

Uma dieta pós parto pensada na saúde da mãe e do bebê é muito importante nos primeiros meses de um recém nascido. A gestação é o momento mais lindo de uma mulher, afinal ela está gerando uma vida no seu ventre. No entanto nem tudo são flores, pois com a gestação vem às preocupações, entre as mais comuns está o aumento de peso.

Cuidar da alimentação para que o bebe seja saudável é fundamental, no entanto a futura mamãe acaba ganhando peso extra e voltar ao normal depois que o bebe nasce não é uma tarefa muito fácil. A maioria das mães usa a gravidez como desculpa para comer mais, por dois, no entanto a mulher só precisa consumir 300 calorias a mais após o 4° mês de gravidez. Portanto para evitar ter ganho de peso a mulher precisa cuidar da alimentação antes, durante e depois da gestação.

Dieta pós parto

Dieta pós parto (imagem: Divulgação)

Cardápio da dieta pós parto

Confira o cardápio completo da dieta pós parto para que a mulher possa voltar a ter o seu corpo de antes sem prejudicar sua saúde e a do bebe. Ao amamentar a mulher já consegue eliminar boa parte do peso extra, mas com a dieta certa é possível voltar ao normal em pouco tempo. Confira o cardápio:

Café da manhã

Opção 1: 1 copo de suco de abacaxi com hortelã + 2 fatias de pão integral light + 2 colheres (sobremesa) de queijo cottage + 1 fatia média de melão

Opção 2: 1 copo de iogurte natural desnatado batido; papaia e 1 colher (sobremesa) de linhaça + 1 fatia de pão integral light com 1 fatia fina de queijo de minas e 1 colher (sobremesa) de geleia sem açúcar + 1 xícara de chá

Opção 3: 1 xícara (chá) de salada de frutas (banana, maçã, mamão, melão e morango)+ 1 copo de iogurte natural desnatado com 3 colher (sopa) de aveia + 1 colher (chá) de mel + 1 fatia de pão integral light com 1 ponta de faca de margarina light

Dieta pós parto

Lanche da manhã

Opção 1: 1/2 mamão papaia com 2 colheres (sopa) de aveia e 1 colher (sobremesa) de linhaça + 1 xícara de chá

Opção 2: 1 Polenguinho Light + 1 banana + 1 xícara de chá

Opção 3: 1 fatia fina de bolo simples + 1 xícara de chá

Almoço

Opção 1: 1 prato (sobremesa) de salada: agrião, rúcula, alface, tomate, cenoura e erva-doce com 1 colher (sopa) de azeite + 3 colheres (sopa) de arroz integral + 2 conchas cheias de feijão + 1 filé médio de frango grelhado (130 gramas) + 1 pires de brócolis no vapor com lascas de amêndoa

Opção 2: 1 prato (sobremesa) de salada: alface, tomate, ricota esfarelada e lascas de maçã com 1 colher (sopa) de azeite + 2 colher (sopa) de purê de mandioquinha + 1 concha de lentilha + 4 colheres (sopa) de carne moída magra + 4 colher (sopa) de abobrinha refogada

Opção 3: 1 prato (sobremesa) de salada: folhas verde-escuras, beterraba ralada e pepino com 1 colher (sopa) de azeite + 2 colheres (sopa) de suflê de espinafre + 2 colheres (sopa) de batata cozida ou assada ou 1 xícara (chá) de macarrão integral cozido com 1 fio de azeite + 1 filé grande de peixe grelhado (150 gramas) + 3 colheres (sopa) de vagem refogada

Dieta pós parto

Dieta pós parto (imagem: Divulgação)

Lanche da tarde

Opção 1: 2 torradas integrais com 2 colheres (sobremesa) de geleia sem açúcar + 1 xícara de café com leite desnatado

Opção 2: 1 fatia de pão integral light com 1 fatia de queijo de minas + 1 copo de suco de uva sem açúcar

Opção 3: 1 barrinha de cereais + 1 copo de água de coco + 1 maçã

Jantar

Opção 1: 1 prato de sopa de legumes + 1 filé médio de frango grelhado (130 gramas) + 4 colheres (sopa) de cenoura cozida

Opção 2: 1 prato de sopa de espinafre + 1 abobrinha média recheada com carne moída e tomate + 3 colheres (sopa) de ervilha torta refogada

Opção 3: 1 prato (sobremesa) de salada: folhas verdes-escuras, tomate e cenoura ralada com gotas de limão + 3 colheres (sopa) de arroz integral com ervilha + 1 filé médio de salmão grelhado (130 gramas) + 1 berinjela assada

Dieta pós parto

Ceia

Opção 1: 1 banana assada com canela + 1 xícara de chá de ervas*

Opção 2: 1 copo de iogurte de frutas com 1 colher (sopa) de aveia + 1 xícara de chá de ervas*

Opção 3: 1/2; xícara (chá) de frutas secas (damasco, castanha do pará, nozes e amêndoas) + 1 xícara de chá de ervas*

Lanche da madrugada (para depois da mamada)

Opção 1: 1 bananinha seca sem açúcar

Opção 2: 1 copo de iogurte de frutas

Opção 3: 1 copo de água de coco

Depressão pós parto

Dar a luz a uma criança é o ato de maior carinho e amor entre mãe e filho, normalmente é o que estende e fortifica a relação entre ambos. Porem nem todas as mulheres reagem da mesma maneira após o parto, uma vez que a doença conhecida como depressão pós parto atinge grande parte das mulheres após dar a luz.

A depressão aparece quando a mãe revive a angustia do parto que por sua vez acaba gerando transtornos emocionais que na maioria dos casos é considerado grave. Esse tipo de problema acaba impedindo a mãe de seguir suas atividades normais e faz com que se afaste do bebe inconscientemente.

Dieta pós parto

Dieta pós parto (imagem:Divulgação)

Nem sempre é necessário ter um parto com problemas para que a apareçam os sintomas da  depressão na mãe, uma vez que ela ocorre devido a grande mudança hormonal que o organismo feminino sofre ao dar a luz. O grau da depressão é avaliado através da intensidade dos sintomas, pois essa é uma reação identificada quase que comum entre a maioria das mulheres que passam pelo parto. A depressão tende a aparecer a partir da primeira semana depois que a mulher da à luz. Os sintomas mais frequentes são tristeza constante, irritabilidade e agitação, cansaço e impotência de exercer as tarefas de mãe, insônia, perda de apetite, ansiedade, pânico, desinteresse pelo sexo, entre outros que pode variar de mulher para mulher.

Tratamento

Não é possível determinar com precisão o tempo que dura a depressão pós parto, uma vez que cada organismo reage de uma maneira diferente. É recomendado por especialistas tratar a depressão desde o inicio para não ocorra o risco de desencadear a doença crônica. Para o tratamento da depressão pós parto é  necessário o uso de medicamentos antidepressivos e terapia, mas cabe ao médico especialista determinar o tratamento de forma ímpar. Nesses casos o apoio da família é indispensável para que ela se sinta bem com o tratamento. Para que o marido entenda a doença e seja orientado da melhor forma possível é importante que ele seja participativo e integrante durante o tratamento da esposa, afinal ele é indispensável na recuperação. A alimentação saudável e uma correta dieta pós parto podem fazer com que todos esses sintomas sejam muito mais leves, ou até evitar muitos deles. É importante que a mãe continue a pensar nela e a cuidar dela. A sua saúde e a sua forma física serão determinantes nessa situação. É importante recorrer ao exercício físico e recuperar a forma depois da gravidez e evitar se sentir mal com o seu corpo.

Faça um Comentário