Ácido Retinoico e Glicólico para a Pele

A beleza está cada vez mais aflorada em nós mulheres. Recorremos a todos os métodos para corrigirmos imperfeições que surgem com o tempo. Sabe aquelas manchinhas que surgem na pele com o passar do tempo?

Existem vários fatores responsáveis pelo seu aparecimento, como exposição excessiva ao sol, ou exposição moderada, mas sem o uso de protetores solar, gestação. Essas manchas proporcionam uma aparência desagradável a pele, às vezes fazem com que pareçamos mais velhas do que realmente somos. Mas graças ao universo estético que não para de evoluir temos dois aliados que conseguem remover essas manchas da pele, e hoje vamos conferir quais são eles e como usa-los. Existem vários tipos de ácidos: ácido hialurônico, ácido fítico, ácido felúrico, ácido salicílico,

Os ácidos em geral possuem pH próximo ao da pele por isso conseguem resultados maravilhosos que nenhum outro componente consegue oferecer. Eles estão presentes em todos as fórmulas de cosméticos e tratamentos estéticos.

Oa ácidos tem o potencial de eliminar manchas na pele e rejuvenescê-la.

Oa ácidos tem o potencial de eliminar manchas na pele e rejuvenescê-la.

Ácido glicólico

Esse ácido traz um efeito benéfico a pele porque promove a renovação celular e estimula o colágeno. Ele é indicado para reduzir rugas e sinais de envelhecimento da pele. Devolvendo o brilho natural da pele. O ácido glicólico tem o poder de anular marcas de cicatrizes originadas pela acne e faz com que as manchas desapareçam. Com o uso diário em poucas semanas podemos ver a transformação em nossa pele.

Esse ácido traz resultados ótimos na redução das marcas de estrias, ele irrita menos a pele quando comparado ao ácido retinoico. Também é encontrado nas fórmulas de cosmético e tratamentos de peeling.

O ácido glicólico deve ser diluído porque seu ph chega a torno de 1.0, significa que é extremamente ácido. Pode ser perigoso se aplicado sobre a pele sem ser diluído.

A pele fica avermelhada, mas não chega a descamar, pois sua estrutura molecular é menos quando comparada a outros ácidos. Mas mesmo sem ocasionar a descamação da pele o resultado prometido é garantido.

Durante o tratamento use filtro solar. Não só durante o tratamento é essencial o uso do protetor, mas sempre. O ideal é fazer o tratamento durante o inverno. Se você não usar o filtro sua pele irá manchar. Ela fica mais fina e sensível durante o tratamento com ácidos (qualquer tipo).

Ácido retinoico

Ele regenera a células, rejuvenesce a pele e estimula a produção de colágeno e fecham os poros. Ele é mais potente que o ácido glicólico e sua ação contra o envelhecimento da pele é maximizada. Ele atenua as rugas, tonifica a pele e previne marcas de expressão melhorando assim a textura da pele. Ele é indicado para clarear a pele. A agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), classifica o ácido retinoico como um medicamento, por isso deve ser usado com prescrição médica e controladamente. A vitamina A amplia a eficácia de renovação da pele e retarda a evolução da acne.

Ela auxilia na absorção de outros ativos, proporcionando melhores resultados. A pele descama, resseca fica mais sensível e avermelhada por isso use corretamente. Nunca use o ácido retinoico durante o dia. Use durante a noite, antes de dormir, no inicio não é indicado aplica-lo todos os dias. O ideal é usar um dia e ficar dois sem usar, depois de um período use um dia sim e um dia não. Quando a pele estiver mais acostumada com o ácido você poderá aplica-lo todos os dias.

Antes de começar o tratamento utilizando ácidos, procure um médico especialista para ele indicar a maneira correta que você deverá usa-lo. Quantas vezes na semana e a quantia. Sempre será recomendado aplicar uma camada leve sobre a pele . O único produto que pode ser comprado na farmácia e não precisa de receita médica é o Vitanol A. Como já referido é importantíssimo o uso de protetor solar durante o tratamento. Mesmo em dias chuvosos e nublados. As fórmulas prescritas por dermatologistas possuem maior concentração de ácido quando comparados com cosméticos industrializados. Peles maduras são mais resistentes aos ácidos. É importante que o tratamento seja acompanhado pelo médico dermatologista para que ele possa avaliar a evolução do tratamento porque muitas vezes é necessário modificar a concentração e o tipo de ácido para melhor resultado do tratamento. Eles são apresentados nas versões creme, gel e loção. Os ácidos são considerados milagres no tratamento estético facial.

O ideal é que a aplicação dos ácidos seja feita por um especialista

O ideal é que a aplicação dos ácidos seja feita por um especialista

Dicas de produtos que contém ácido em sua composição:

Soin Superlatif Revitalisant, Anna Pegova – Revitalizante, aumenta e acelera a renovação celular, reduzindo as rugas. Ainda uniformiza o tom da pele e mantém a hidratação. Contém ácido glicólico, ceramidas, vitaminas A e E e óleo de jojoba. Preço sugerido: R$ 186.

Hyla Derm Cleanser, Bioage – Sabonete facial desenvolvido para a limpeza profunda da pele. Possui agentes de limpeza associados ao ácido glicólico, salicílico, gluconolactona e pectina que removem as impurezas e controlam a oleosidade da pele, deixando-a com uma textura suave e agradável. Preço sugerido: R$ 57.

Renew Reversalist Serum Concentrado Restaurador Anti-idade, Avon – A marca promete cinco vezes mais tecnologia Activinol concentrada, em comparação com o creme noturno. A fórmula traz ainda os ácidos glicólico e tiodipropiônico, que esfolia, clareia e melhora a textura da pele, diminuindo visivelmente a aparência de rugas. Preço sugerido: R$ 110.

2 Comentários

  1. Celia 18/02/2017

Faça um Comentário

Leia também esse artigo: