A mulher e a independência financeira

Já falamos aqui em outro artigo sobre a mulher e o dinheiro. No artigo de hoje vamos fazer sobre a independência financeira da mulher. Sim, porque a cada dia mais a mulher tem ficado independente, isso é resultado de anos de lutas, onde a cada ano a mulher começou a conquistar o seu espaço.

Hoje é possível você ver mulheres em muitas posições importantes, posições estas que nos séculos passados eram imagináveis, pois estas mesmas posições eram ocupadas por homens. Mas como a mulher foi se desenvolvendo, ela começou a conquistar o seu espaço. É interessante, porque nesta evolução feminina toda, nós podemos observar alguns aspectos e trazer para nossa vida para termos também a independência financeira e crescermos em todos os sentidos, basta a gente observar alguns detalhes importantes.

Estudos

mulher

Toda a evolução feminina começou com os estudos. A mulher nos séculos passados não tinham tanto acesso aos estudos como hoje. Na verdade, o número de mulheres na faculdade no século 21 é sempre maior ao número de homens, isso porque a mulher começou a entender a importância dos estudos.

Os estudos fazem a pessoa pensar, analisar, criticar e desenvolver novas ideias. A partir do momento em que a mulher começou a estudar, ela desenvolveu a capacidade de analisar como ela era mal tratada por seus maridos nos séculos passados, começaram a criticar as posições de simples donas de casa que elas tinham e também desenvolveram novas ideias de ser independente.

Sim, porque antigamente, a garantia de um bom futuro era se casar com um homem de posses, nem sempre a mulher amava aquele homem, mas o fato de estar casada com um homem rico, garantia para ela e para a sua família o status da riqueza.

Porém ao começar a estudar, a mulher também evoluiu em criatividade, começou a ver que era capaz de desenvolver as mesmas atividades que os homens e assim tudo começou.

Dinheiro

mulher e dinheiro1

Sabe porque muitas mulheres tem mania de gastar dinheiro descontroladamente? Porque ainda não sabem o poder da economia. As mulheres do passado sabiam que não podiam gastar o dinheiro ganhado em trabalhos escondidos que trabalhava, porque se o marido descobrisse que ela andava trabalhando, ela seria dispensada por seu marido.

Justamente por viver em constantes ameaças de separação, a mulher começou a ter o pensamento:

Se ele me dispensar, eu não vou morrer de fome, pois eu já tenho um dinheiro guardado”

Então a mulher também conheceu o poder da economia, começou a juntar dinheiro. Como toda pessoa que junta dinheiro de forma fiel, passa a possuir um bom dinheiro guardado para fazer o que desejar, geralmente um bom dinheiro que poderia ser gastado com coisas supérfluas, porém a mulher começou a desenvolver a ideia de abrir o seu próprio negócio e ser empresária.

Desta forma, começaram a surgir mais mulheres que estudavam para crescer, trabalhavam para juntar dinheiro e futuramente serem independentes, não se casando por dinheiro ou por status de família, mas agora casando inteiramente por amor.

O que nós podemos aprender com tudo isso?

Apesar destas histórias pertencerem a séculos passados, nós podemos lucrar muito com estas ricas histórias. A mulher deve estudar, não pode abandonar os estudos por causa de uma gravidez ou casamento. Infelizmente muitas mulheres abandonam os estudos porque se casaram com homens que na verdade querem dominá-las, como nos séculos passados.

Mas a mulher tem que se amar primeiro, deve estudar para garantir um bom futuro para si e para seus filhos. Estudar gera inteligencia, ler livros e desenvolver ideias para ganhar dinheiro e por fim ter a sua independência financeira.

Quantas mulheres não são obrigadas a enfrentar juízes para requerer uma pensão após terem sido traídas por seus marido? Pensões para sustentar os seus filhos? Se estas mulheres fossem independentes, elas não passariam por tais humilhações, pois teriam condições de continuarem a vida livres e com dinheiro no bolso.

 

Faça um Comentário

Leia também esse artigo: